domingo, 28 de fevereiro de 2016

AMOR, S.M. (LAT. AMORE)



Matheus Arcaro 



Risquemos o amor dos dicionários;
apaguemo-lo dos livros;
extirpemolo dos discursos.

Qualquer definição de amor,
por mais completa que seja,
(ou pareça ser)
petrifica
empalha
congela
cadaveriza!

O amor não se dá aos rótulos.
Não se curva às caixas lexicais.
Não suporta os dois pontos ao seu lado direito.

Mas isso nunca foi um problema.
Pois amantes e amados
sabem que o amor
só se despe no silêncio do fato conjugado.


                                                                             Matheus Arcaro



2 comentários: