sexta-feira, 18 de março de 2016

FASTIO POÉTICO



Clauder Arcanjo


O sol, belo no horizonte,
E o poeta indiferente.

A ameaça de chuva
Traz o halo de um arco-íris,
E a poesia quieta na ponte.

O fim do dia em lusco-fusco,
E o poema murcho...
No caderno, antes pura fonte.


                                                                            Clauder Arcanjo



Nenhum comentário:

Postar um comentário