segunda-feira, 30 de junho de 2014

FUGA


Poeta Paraibano 

Trem desgovernado fora dos trilhos
carregado de amor e pólvora nos ossos
Avião em queda livre para o abraço
cortando as órbitas dos olhares perdidos
Carro acelerado fazendo curvas perigosas
com um motorista embriagado berrando aos quatro cantos
Crianças correndo por imensos campos floridos
com papoulas nos lábios e insensatez na mente
Bombardeios orgásticos derrubando as leis das cidades
e preenchendo o vazio dos tempos cibernéticos
Cílios em slow motion
cortejando novos pulsares sacrossantos
Selvagens suando a cântaros
sinfonias de suspiros e deleites imprevistos
Línguas guerreando num beijo explosivo
Corpos que dançam a pura liberdade


                                                                          IkaRo MaxX


  

2 comentários:

  1. Parabéns pelo teu blog!

    Vem conhecer o meu:
    feitaparailetrados.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado, Karine. Seja sempre muito bem vinda, companheira. Abraços!

    ResponderExcluir