quarta-feira, 12 de agosto de 2015

ALMA FERIDA



                                                                                                               O resto é silêncio...
                                                                                                                Hamlet


Henrique Castriciano


Deus ou Acaso, Acaso ou Providência,
Realidade ou sombra enganadora,
Matéria bruta ou luz da inteligência,
Quem quer que sejas, Força Criadora,

Por que me deste a mísera existência
Que não pedi, e o coração deplora?
Finde-se logo a rude penitência...
A vida é um mal para quem sofre e chora.

Orar! Por que rezar,  homens felizes,
Se o nada não distingue entre as raízes
Do ciprestal a múmia que se cala?

Na tumba escura, saberão os vermes
Que assassina os pássaros inermes
E o coração dos tristes apunhala?


                                                                       Henrique Castriciano

Um comentário:

  1. Este belíssimo soneto foi indicado pelo professor e escritor Tarcísio Gurgel.

    ResponderExcluir